Voyeurismo, artistas gospel e o Reino

"O termo Voyeur do francês, Voul Ver,literalmente significa cuidar da vida alheia, o que faz com que um voyeur seja muito parecido com outras pessoas que ninguem suporta, os fofoqueiros. A única diferença entre eles é que o fofoqueiro trabalha com os ouvidos e enquanto o voyeur trabalha com os olhos."





O Voyeur beeeeem antigamente não era "visto com bons" olhos, era quase sempre atrelado ao pervertido sexual, ou quando menos, ao excessivamente curioso, fofoqueiro, bisbilhoteiro. Hoje, em tempos de máquinas digitais, circuitos de TV em qualquer lugar que se passe, filmadoras do tamanho de um botão à mão, Ipod´s e afins, quase todo mundo acaba por se tornar um curioso e "reporter" de plantão. Todos parecem querer registrar as peripécias alheias. A impressão que se dá é que tudo merece ser fotografado, filmado, nada pode escapar do melhor observador do mundo: VOCÊ!

Há também o gostinho de ser o primeiro a saber, mesmo que esse saber não seja nada de importante, não há uma pessoa sendo salva da morte, nenhuma cura de doenças inventada ou algo relevante.

Assim a minha vida e a sua passa como em um filme, que se desenrola em capitulos, em frames, em flashes... como uma linda história editada é claro com as melhores partes.

Podemos ver isso no site de relacionamentos mais famoso do Brasil, o Orkut. Lá o marketing pessoal da vida rola solto, como se todos estivesses muito interessados em saber como estou, o que faço, o que estou fazendo neste momento, por onde andei, aonde fui... O pior que é isso mesmo que querem. O pior mesmo é que isso tem atingido as coisas do Reino, quando o mais importante não é aquilo que faço em secreto, não é aquilo que contribuo para o Reino e ninguém fica sabendo, mas aquilo que aparece, que é evidente.

Vide sites de popastores, abestólicos, artistas camuflados de adoradores de Deus.Todos tem blogs com posteres, vida pessoal exposta, bate papo com fãs, agendas, videozinhos caseiros de qualquer coisa. A desculpa é sempre "estar mais perto do meu público". Público? Deixa pra lá.

Twitter é a maior prova de como cada detalhe de nossas vidas não pode passar despercebido... Não basta agora seguir na vida real, fotografar, filmar, agora as informações estão ali, de mão beijada como dizia minha vó: EU TE SIGO E VC SEGUE.
Tudo tem que ser notado, e assim segue a humanidade... um seguir ininterrupto....Gente, e como tem artistas góspeis ( rs) incrementando seu fã clube via twitter... fico com nojo só em pensar." Eu quero ver voce láaaaaaaaaaaaa", esses dias li em um dos twitters dos Valadões. "Tenho que chegar a 10000 followrs!" Eta lele, isso que eu chamo de carencia virtual.

Por isso muita gente anda insatisfeita com tudo, porque ganha nesse meio quem consegue fazer da sua grama a mais verde, do seu céu o mais azul, de seu mar, mais verde, de sua conta bancaria, mais ponposa. Ganha quem tem mais photoshop da vida...

Youtube já está cheio de anÔnimos, de lugares mais pobres do Brasil que em cada "programa", cada momento de lazer que tem, teimam em se filmarem para quem sabe despontarem como mais um artista da corja gospel suja e enjoativa brasileira. As clones APV( leia-se Ana Paula Valadão) são as campeãs.

E ai gente, até mais, mas nao deixem de deixar comentarios! Rumo ao xxxx comentáriussssssssssssssssssssssssssss.kkkkkkk

1 comentários:

Jessé Almeida disse...

É o fim! A glória passa longe. O "BBB" versão gospel, TV fama, infotenimento, ou melhor, a informação vira entretenimento. Onde estão os aqueles que podem usar um veículo de comunicação em massa para denunciar a desigualdade social? Gostaria de imaginar como seria Lutero, Calvino, John Knox, Savonarola se tivessem essa rica ferramenta de comunicação em massa. Em contrapartida vemos o Sr. Jessus, sem nenhum recurso tecnológico ser alvo de nossas reflexões até o dia hoje. Somente seus ensinamentos e acima de tudo sua vida dedicada a obedecer ao Pai até a morte e morte de cruz.

Soli Deo Gloria

Postar um comentário

Abelhudos