Beleza de Cristo X Nossa beleza



"Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua 
aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o Senhor 
não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o 
coração." 
(1 Samuel 16.7)








  Em dias de pregação do hedonismo, o culto à beleza e o bem-estar individual nunca esteve tanto no centro de tudo o que é importante a ser discutido e desejado pela sociedade em nível mundial. Nunca de falou tanto 

em cirurgia estética, nunca se frequentou tanto academias e cursos de rpg, pilates e afins, a fim de manter o 

corpo saudável(?). Ou as curvas perfeitas?

 Grande é a profileração dessas mensagens de desejo massificadas pelos veículos de comunicação aos seus 

clientes, que tentam impor valores do efêmero e fútil sobre toda uma sociedade,cada vez menos afastada do 

significado real da vida e seus valor eterno. 

Tudo é baseado no aqui e agora, no prazer imediato, que nos levará ao êxtase momentâneo, porém usufruído, vivido. O depois, quem sabe...É a lei da sociedade líquida, segundo o sociólogo Zygmunt Bauman. Nela os valores eternos se dissipam, os comportamentos e desejos se baseiam no que eles podem me dar de retorno imediato, seja nas relações interpessoais ou num simples comprar de um carro. 
E assim pensam muitos, e assim pensam quase todos que conheço. Essa sociedade foge do envolvimento com a essência, seja no âmbito religioso, no caso Deus, seja em uma amizade, veja os casos de pessoas que preferem contatos apenas virtuais e fictícios e dos casamentos no estilo " cada um na sua casa", que maqueiam o outro, e o vê como realmente é, com defeitos humanos. Isso é efeito desta sociedade que prima o belo, o perfeito externamente.

 Investe-se no que aparenta ser, como dizia Guy Debord, o que importa não é o SER, mas o parecer que É.Não digo aqui e nem sou adepta do desleixo físico, porém determinados valores estão sendo alçados como verdade única e absolutos que tornam a vida realmente feliz e vivida. 
A grande questão é que Jesus não dizia nada disso, e se nós como cristãos e protestantes afirmamos seguir  Jesus não devemos nos deixamos contaminar por valores tão errados no Reino de Deus. 
Já dizia o ditado popular: Quem vê cara não vê coração. E é exatamente por ai que Deus vê, o coração, seja ele como estiver, magoado, triste,  muito sujo, arrependido. 
Mesmo que por fora se vista uma linda capa, o que se vê não é pra lá essas coisas. Os valores do Reino são outros. João Batista, como exemplo,vestia uma capae às avessas, de pele de cordeiro, comia gafanhotos e mel silvestre. Isso não era nem um pouco atraente. Como ele deveria ser feio para as pessoas de sua época e como era lindo perante Deus, sendo considerado o maior homem nascido de mulher. Realmente ele ERA!

Quando o mundo usa maquiagem para disfarçar olheiras, manchinhas de pele, acne e outros problemas que nós mulheres conhecemos bem, Jesus nos dá um rosto que brilha e resplandece pela luz de Jesus.

Quando usamos aparelhos de ginástica para malhar o corpo e deixá-lo mais firme e torneado, Jesus nos faz como muros de bronze, fortes por dentro e resistíveis a qualquer cilada  e qualquer mal.

Quando procuramos um cirurgião plástico para nos aperfeiçoar, siliconar, tirar gordurinhas indesejadas, Jesus nos faz nascer de novo, da água e do espírito, nos adorna com o que há de melhor: o caráter restaurado.

Quando olhamos os nossos pés e corremos para a manicure, a fim de pintá-lo com a cor da última estação, Jesus nos diz que formosos são os pés dos que anunciam as boas novas de salvação. 

Quando olhamos para nós no espelho e revistamos cada parte para ver se está tudo Ok, Jesus nos faz olhar para sua palavra, que é espelho, e nos pergunta: E seu coração, está tudo Ok também?


1 comentários:

Jessé Almeida disse...

Aleluia!!

Postar um comentário

Abelhudos